fbpx

 

| (19) 4040-4769 |

Acessar
Cadastrar


 

Hortolândia participa de projeto-piloto de reutilização de espuma de sofás e colchões em parceria com a Dow e o Instituto Akatu Decom Prefeitura de Hortolândia

Hortolândia participa de projeto-piloto de reutilização de espuma de sofás e colchões em parceria com a Dow e o Instituto Akatu

Projeto já recolheu e encaminhou para reciclagem mais de 2.000 sofás e colchões usados

Sabe aquele sofá ou colchão velhos que estão encostados na sua casa? Você pode fazer o descarte correto desses produtos em um dos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) da Prefeitura de Hortolândia. Com essa ação simples, você colabora para a preservação do meio ambiente e a reciclagem dos materiais presentes em sofás e colchões. Para estimular essa atitude entre a população, a Prefeitura firmou parceria com a empresa química Dow, instalada no município, e o Instituto Akatu para realizar o projeto-piloto “Reuse”. O objetivo é incentivar o descarte correto e a reciclagem da espuma de poliuretano, utilizada em colchões, móveis estofados e sistemas de refrigeração. O projeto teve uma ação prévia em maio e começou a ser implementado em julho deste ano. De acordo com a Dow e o Instituto Akatu, o projeto já recolheu e encaminhou para a reciclagem mais de 2 mil sofás e colchões, que foram descartados nos 11 PEVs da Prefeitura, localizados em diferentes regiões da cidade. A meta é atingir 2,5 mil unidades até o fim do ano. As próximas etapas do projeto contemplam ainda a adequação dos PEVs e uma campanha de engajamento direcionada à população para divulgar pontos de coleta seletiva. Com essa iniciativa, Hortolândia dá mais uma demonstração sobre a importância de reutilizar materiais recicláveis e se consolidar como cidade sustentável e inteligente.

O projeto conta com as partipações das Secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, de Serviços Urbanos e de Educação, Ciência e Tecnologia. Em breve, a Prefeitura inaugurará mais dois PEVs, no Jardim Nova Alvorada e no Jardim São Sebastião. Com as duas novas unidades, a cidade terá 13 PEVs. A lista com os endereços dos PEVs está disponível no site da Prefeitura (CLIQUE AQUI).

Para os moradores que não puderem fazer o descarte de sofás e colchões nos PEVs, o projeto possibilita fazer o agendamento para a coleta desses produtos em casa. O agendamento pode ser feito até o dia 30 de novembro no site do projeto, por meio deste LINK, pelo telefone 0800 555 1717 ou pelo WhatsApp (19) 99908-9747.

Para o secretário adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Josemil Rodrigues, a iniciativa está alinhada com a política ambiental desenvolvida pela Prefeitura. “A parceria com a empresa Dow e o Instituto Akatu vem ao encontro das ações da Prefeitura que buscam equilibrar o desenvolvimento econômico e social com as práticas de sustentabilidade ambiental, características típicas de uma cidade moderna e inteligente. A Prefeitura realiza grandes esforços no sentido de intensificar o diálogo com a comunidade para orientar sobre o descarte correto de resíduos. É uma parceria que tem os moradores como principais aliados”, destaca Rodrigues.

Outro aspecto do projeto é mobilizar a população sobre a importância da economia circular, conceito que propõe desenvolvimento econômico sustentável por meio do melhor uso dos recursos naturais, novos modelos de negócio, consumo consciente e reaproveitamento/reciclagem de materiais, destaca o diretor comercial do negócio de Poliuretanos da Dow para a América Latina, Leonardo Censoni. “Queremos promover a economia circular por meio da sensibilização e da educação, enfatizando os benefícios ambientais, sociais e econômicos da reciclagem de materiais. Ao mobilizar toda a cadeia, queremos implementar uma estrutura que viabilize a coleta e a entrega dos mais variados produtos, incluindo colchões, a fim de garantir o descarte correto da espuma de poliuretano”, explica Censoni.

Pelo projeto ainda está prevista a realização de ações de conscientização e atividades educativas sobre o tema com a população, alunos e professores da rede municipal de ensino. O trabalho será executado pelo Instituto Akatu. “A gestão de resíduos é um tema urgente e o Projeto Reuse traz ações de sensibilização e mobilização dos consumidores e, também, a participação do poder público, com a revitalização da coleta seletiva e infraestrutura necessária para o descarte e o recebimento adequados dos materiais. Nossa expectativa é que essa experiência possibilite identificar e sistematizar soluções, para serem, então, replicadas em outras localidades”, salienta a gerente de educação do Instituto Akatu, Denise Conselheiro.

Sobre a Dow:

O portfólio diferenciado de plásticos, intermediários industriais, revestimentos e silicones da Dow oferece uma grande variedade de produtos e soluções de base científica a clientes em segmentos de mercado de alto crescimento, como embalagens, infraestrutura e cuidados do consumidor. A Dow opera 109 unidades fabris em 31 países e emprega aproximadamente 36.500 pessoas. Em 2019, gerou aproximadamente US$ 43 bilhões em vendas. Em Hortolândia, a empresa está localizada na região das Chácaras Assay.

Sobre o Instituto Akatu:

Criado em 15 de março de 2001, o Instituto Akatu é uma organização não governamental sem fins lucrativos que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para um novo jeito de viver, com consumo consciente e mais bem-estar para todos. As atividades do Akatu estão focadas na mudança de comportamento do consumidor em duas frentes de atuação: Educação e Comunicação, com o desenvolvimento de campanhas, conteúdos e metodologias, pesquisas, jogos e eventos. O Akatu também atua junto a empresas que buscam caminhos para a nova economia, ajudando a identificar oportunidades que levem a novos modelos de produção e consumo que respeitem o ambiente e o bem-estar, sem deixar de lado a prosperidade. Saiba mais: CLIQUE AQUI.

Crédito da foto: Fernando Martins (Instituto Akatu)

Fonte: Decom Prefeitura de Hortolândia

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.