fbpx

 

| (19) 4040-4769 |

 

HORTOLÂNDIA INICIA PLANO DE ARBORIZAÇÃO URBANA COM A META DE PLANTAR 20.000 MUDAS DE ÁRVORES ATÉ 2024 Decom Prefeitura de Hortolândia

HORTOLÂNDIA INICIA PLANO DE ARBORIZAÇÃO URBANA COM A META DE PLANTAR 20.000 MUDAS DE ÁRVORES ATÉ 2024

Hortolândia realiza ações para se consolidar como município sustentável. Uma das metas da Prefeitura é ampliar a quantidade de árvores na cidade. Para isso, a Administração Municipal iniciou um plano de arborização urbana. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a meta é plantar cerca de 20.000 mudas de árvores na cidade até 2024. Ainda segundo dados da secretaria, desde 2017 até este ano, já foram plantadas na cidade mais de 68.000 mudas. Com a implementação do plano, a Prefeitura cumpre uma das diretrizes estipuladas pelo programa estadual “Município VerdeAzul”, do qual Hortolândia participa.

De acordo com a engenheira agrônoma da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Alynne Danielle Sant’Anna, o plano será implementado em três etapas. A primeira é fazer o levantamento dos prédios públicos onde pode ser feito o plantio de árvores. O levantamento é necessário para determinar a quantidade de árvores que serão plantadas. O objetivo é que todos os prédios públicos da cidade sejam contemplados com espécies arbóreas.

O levantamento foi iniciado, em 2019, com os prédios da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Foram contabilizadas as 58 escolas da rede municipal de ensino. Em virtude da pandemia do Coronavírus, o levantamento foi interrompido em 2020. De acordo com a engenheira agrônoma, o levantamento foi retomado neste ano. Com o apoio da Secretaria de Obras, o levantamento apontou a existência de 136 prédios públicos, incluindo parques socioambientais, na cidade.

A segunda etapa do plano é fazer o levantamento de espaços particulares e do sistema viário da cidade onde também podem ser plantadas árvores. O levantamento é realizado pelas Secretarias de Mobilidade Urbana e de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica. De acordo com Alynne Danielle Sant’Anna, técnicos da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável também participam do levantamento para verificar se há ou não árvores nos locais.

A engenheira agrônoma ressalta que o plantio de mudas nessas duas etapas deve ser feito conforme a proposta “Espaço Árvore”, preconizada pelo programa “Município VerdeAzul”. De acordo com a proposta, o plantio deve ser feito em calçadas.

“As mudas devem ser plantadas em um espaço que possibilite a infiltração de água pluvial no solo para que as árvores e suas raízes possam crescer e se desenvolver sem danificar a calçada”, explica Alynne. Ainda de acordo com a engenheira agrônoma, o espaço para o plantio deve ter largura de 40% da largura da calçada e comprimento de 80% da largura da calçada, lembrando ainda que deve ser respeitado o espaço livre de 1,20m na calçada para os pedestres.

ALTERAÇÕES

Já a terceira etapa do plano, de acordo com a engenheira agrônoma Alynne Danielle Sant’Anna, prevê alterações na lei municipal Nº 2.477, de 2010, que aborda a questão da arborização urbana em condomínios novos (horizontais e verticais) a serem implantados no município.

O secretário-adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Josemil Rodrigues, ressalta que a proposta do “Espaço Árvore”, do programa estadual “Município VerdeAzul” vem de encontro com as políticas públicas ambientais da Prefeitura. “Nossos esforços em aumentar a cobertura vegetal visam construir uma cidade onde as pessoas vivam em harmonia com o meio ambiente. Na vida urbana, homens e árvores podem dividir a mesma calçada sem que um incomode o outro. O ‘Espaço Árvore’ proposto pelo Programa Verde/Azul vem ao encontro dessa proposta. O equilíbrio ambiental é uma das marcas de uma cidade que valoriza a cada dia a sustentabilidade. Hortolândia trabalha para isso”, destaca Rodrigues.

CADASTRO

Em paralelo à implantação do plano de arborização urbana, a Prefeitura de Hortolândia incentiva o envolvimento da população no tema por meio do cadastro de pessoas interessadas em cuidar de uma árvore.

A Prefeitura realiza essa ação com o objetivo de ampliar a arborização em diferentes regiões da cidade. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, até o momento, o cadastro totaliza cerca de 500 mudas adotadas. A Prefeitura já realizou a ação de cadastro nas regiões do Jardim São Sebastião, Jardim Sumarezinho, Parque Orestes Ôngaro, Jardim Mirante, Jardim Santa Emília, Jardim Novo ngulo, Jardim Santiago, Jardim Boa Esperança, Parque São Jorge e Jardim Nossa Senhora de Fátima.

MUNICÍPIO VERDEAZUL

O plano de arborização urbana é uma das ações que a Prefeitura de Hortolândia realiza para cumprir as diretrizes do programa “Município VerdeAzul”. No total, são 10 diretrizes: Município Sustentável, Estrutura e Educação Ambiental, Conselho Ambiental, Biodiversidade, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Uso do Solo, Arborização Urbana, Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos. O programa é uma iniciativa do governo estadual com a finalidade de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e a valorização da agenda ambiental nos municípios. O principal objetivo do programa é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado de São Paulo. Ao final de cada ciclo anual, o governo estadual divulga o “Ranking Ambiental dos municípios paulistas”.

O ranking é feito com base nas informações fornecidas pelos municípios, com critérios pré-estabelecidos de medição da eficácia das ações ambientais executadas. A partir dessa avaliação, o Indicador de Avaliação Ambiental (IAA) é publicado para que o poder público e toda a população possam utilizá-lo como norteador na formulação e no aprimoramento de políticas públicas e demais ações sustentáveis.

Em 2020, Hortolândia ganhou, pela segunda vez, a qualificação concedida pelo programa referente às ações ambientais desenvolvidas em 2019 e 2020. A entrega do certificado foi feita no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, para o então prefeito Angelo Perugini. Na ocasião, o município obteve 69,39 pontos, ficando na 123ª posição do ranking, integrando o grupo das 62 cidades qualificadas por alcançarem notas entre 60 e 79,9.

Fonte: Decom Prefeitura de Hortolândia

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.